Pesquise outra noticia:



Medo de Dentista
13/05/2010 - Fonte: Sandro Silva Araujo



Quem (ainda) tem medo de dentista? No imaginário popular, a figura do dentista ainda está ligada a medo, desconforto e dor. Tem gente que treme só de pensar no barulhinho intermitente e ameaçador do motorzinho...

Mas o avanço tecnológico da Odontologia em seus procedimentos e intervenções cirúrgicas vem desbancando essa tradição nefasta e criando uma nova imagem do profissional dentista, além de formar também uma nova consciência entre os pacientes. Ir ao dentista não é mais, necessariamente, sinônimo de sentir dor. As técnicas avançaram: aplicação de laser, jato de óxido de alumínio, gel de papaína, além de hipnose e acupuntura, entre outras, todas com o objetivo de espantar a mito do tratamento odontológico dolorido. Mas o medo ainda persiste entre muitos pacientes, principalmente os acima dos 30 anos, e chega a atrapalhar diversos tratamentos. Não duvidem do que afirmo. Além de mim mesmo, que assumo a carapuça, conheço muita gente que "joga neste time". Entretanto, os "corajosos", jamais o admitirão, nem como um simples receio. Nesta semana, eis que de repente um canal faz-me novamente ir, por força das circunstâncias, numa cadeira de dentista! Fui morrendo de medo, em minha mente a imagem daquela coisa giratória e de som insuportável em mim, ou aquele ventinho frio, úmido e dolorido e que me fazia automaticamente chorar. Hoje não faço mais fiascos, mas internamente choro, afinal de contas, uma vez com "medo", sempre com "medo".

Vamos ao Dentista?

Dizia Shakespeare, e com toda razão: "Até hoje não houve filósofo que padecesse pacientemente de uma dor de dente". A boa notícia é: com os cuidados dentários atuais e tratamentos regulares, a torturante dor de dente não é mais tão comum quanto antigamente. No entanto, sentir qualquer dor nos dentes é um sinal que não deve ser ignorado, mesmo que ela desapareça sozinha. A dor de dente pode variar. Talvez a mais comum seja uma dor fraca causada por dentes sensíveis. Você come ou bebe algo quente, frio ou doce e sente uma pontada momentânea. Algumas pessoas sentem dor devido a problemas de sinusite. Isto acontece quando a dor limita-se aos dentes superiores e muitos deles são afetados ao mesmo tempo. No entanto, alguns tipos de dor precisam da atenção imediata do dentista. Se você sentir uma dor forte quando morder, por exemplo, pode ser que tenha uma cárie, obturação solta, dente quebrado ou polpa danificada. A dor de dente clássica, com dores fortes e constantes, inchaço e sensibilidade, é definitivamente um mau sinal. Se um dente dói a ponto de você não conseguir dormir ou interfere no seu dia-a-dia normal, é hora de ir ao dentista. Quanto a mim, bem... Graças à tecnologia odontológica e ao dentista escolhido, hoje trago um sorriso novo, sem dor! E com toda certeza convido a você: Vamos ao dentista?

Sem medo no Dentista

Para finalizar uma piadinha sobre o tema. "O sujeito tinha horror a dentistas, mas foi obrigado a fazer uma consulta.
- Não tem jeito, vamos ter que retirar este dente - sentenciou o dentista.
- Mas eu estou com um medo danado, doutor!
- Você está com medo? Então tome um pouco disto aqui, pra ganhar coragem – disse o dentista, entregando ao paciente uma garrafa de cachaça -, e volte dentro de meia hora. Passados 30 minutos o paciente volta embriagado.
- E então, ganhou coragem? – Pergunta o dentista.
- Vixe, doutor, e como! Quero só ver agora quem vai ser o corajoso encostar o dedo neste dente aqui!